Fotocópia

Sobre os mimos da cama

tão inúteis quanto a

própria cabeça me deito

 

ouso — mais apropriado

teimo — saciar os mais

ocultos desejos de foto-

cópia

em que te reproduzo

 

em folhas de papel você

vem em cópias: de seus

braços que abraço com

os meus, do suor da sua

voz a soar sobre a pele,

cópias do seu rosto róseo

posto ante o meu, embaçado

no encaro

e na troca de bocas onde

viro cópia e você, delírio

 

minuto eterno da memória

da fotocópia empoeirada

deitada na noite morta

e irreconhecível

 

Felipe Gregório

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s