Rose

Gertrude Stein uma vez disse

que uma rosa é uma rosa é uma rosa

é uma rosa pintou todo seu futuro

de vermelho

 

e os lírios que não reclamam

vendendo cores a preço de luz,

de olhos curiosos que são tão

poucos

 

— num poema sobre flores sempre

brotam regadores que nunca se

questionam sobre a matéria que

os compõe.

 

O jardim somos nós: inabaláveis

encontros

de encontros desbotados.

 

Felipe Gregório

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s